top of page

Brasil e EUA registram aumento na quantidade de cervejarias

Anuário da Cerveja revela que em 2022 o Brasil registrou 180 novos estabelecimentos. Brewers Association informa que no mesmo ano os EUA atingiram a marca de 500 novas fábricas



Enquanto o Brasil atingiu a marca de 1.729 cervejarias registradas no Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) em 2022, no mesmo ano os EUA alcançaram o recorde de 9.597 cervejarias em operação; é o que aponta o relatório da Brewers Association — Associação comercial que representa as cervejarias artesanais norte-americanas pequenas e independentes.


Brasil ocupa a 3ª posição como um dos maiores produtores de cerveja do mundo, ficando atrás da China (1º) e dos EUA (2º). (foto: Bruno Laurindo)

Tudo indica que esses números são históricos para os norte-americanos, pois, segundo o relatório da BA, somente em 2022, foram inaugurados 500 novos estabelecimentos. O documento ainda afirma que 200 cervejarias fecharam as portas de forma permanente. A maior parte delas, 70%, se encaixam, na definição da Brewers Association, para brewpubs ou taprooms — pequenas cervejarias que produzem cerveja com foco em vendas diretas para o público local. A BA destacou também que nos EUA esses tipos de micro cervejarias são as responsáveis por empregar 140 mil pessoas no país.


Aqui no Brasil o Anuário da Cerveja 2022 - principal relatório oficial com dados do setor cervejeiro nacional - aponta que foram inauguradas 180 novas fábricas, um crescimento de 11,6% em comparação com 2021. O anuário também mostra que 722 municípios, 13% do total, já têm suas próprias cervejarias. Vale lembrar que os dados do documento é baseado no Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários (Sipeagro).


Terceiro maior produtor mundial


Segundo o Mapa, o Brasil ocupa a terceira posição como um dos maiores produtores de cerveja do mundo, ficando atrás da China e dos EUA. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil), somente em 2021, o mercado cervejeiro brasileiro vendeu 14,8% bilhões de litros de cerveja, reportando um valor agregado à atividade econômica de R$180 bilhões, representando 2,1% do PIB nacional.


Em 2022 o consumo total foi de 15,4 bilhões de litros. O faturamento do setor cervejeiro apresentou alta de 19,8% em comparação a 2021, totalizando R$277,4 bilhões contra R$231,6 bilhões no ano anterior. Esses dados são da Euromonitor para o Sindicato das Indústrias de Cerveja (Sindicerv).


Conforme o Anuário da Cerveja, em 2022, o mercado nacional acelerou o registro de novos produtos. O crescimento que chegou a ser de 77% em 2018 e vinha perdendo ritmo até registrar alta de 5,2% em 2021, voltou a acelerar ano passado com um aumento de 19,8%, o que significa 7.090 novas cervejas lançadas. Ao todo o Brasil possui 42.831 produtos registrados vendidos como 54.727 marcas comerciais diferentes.


O relatório ainda informa que 123.376 foi a quantidade de habitantes para cada cervejaria registrada no Brasil em 2022. Os números representam um aumento de 10,4% na densidade cervejeira no país, que em 2021 era de 137.713 mil habitantes para cada estabelecimento.


É importante lembrar que, ao contrário dos EUA, aqui no Brasil não existe definição legal para a cervejaria artesanal, micro cervejaria, nano cervejaria e Brewpub. O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) entende que os estabelecimentos cervejeiros estão sujeitos às mesmas regras e procedimentos de registro como qualquer outra cervejaria.


Posts recentes

Ver tudo

Siga as nossas redes e fique por dentro de tudo do

mundo cervejeiro!

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Instagram
  • YouTube
  • Spotify
bottom of page