top of page

MeuChope inaugura kegerator em faculdade de Vitória e deixa a noite da sexta-feira 13 mais animada

Tecnologia cervejeira da startup é apresentada para professores e alunos da Fucape Business School


por Bruno Laurindo

A noite da sexta-feira 13 foi de muita cerveja capixaba em ambiente acadêmico na capital Vitória. (foto: Bruno Laurindo)

Um kegerator da MeuChope foi disponibilizado no restaurante Café ILLU, localizado dentro da Fucape, para professores e alunos abrirem os trabalhos depois das aulas. O projeto MeuChope é a retirada de cerveja artesanal por meio de uma cervejeira tecnológica, uma espécie de vending machine do chope.


"É algo diferente e inovador". [Valcemiro Nossa]

"Queremos um local onde as pessoas compartilhem ideias. Trazer essa tecnologia cervejeira para esse ambiente é algo diferente e inovador", Valcemiro Nossa. (foto: Bruno Laurindo)

Segundo o CEO do centro acadêmico, Valcemiro Nossa, a instituição quer propor um ambiente aberto para professores, alunos e comunidade. “O conceito que a Fucape tem tentado apresentar é de um local livre onde as pessoas se auto servem. O modelo tecnológico da MeuChope tem tudo haver com esse conceito. Você vai até a máquina e busca o seu chope na quantidade que deseja. Não precisa aguardar na fila para comprar um ticket”.


"Recomendo para qualquer pessoa”, José Felipe. (foto: Bruno Laurindo)

O estudante José Felipe, 19, achou simples o processo de retirada de chope. “Achei muito fácil por causa do QR code ali. Não demorou nada. Cada chope colocado ali, pra mim, foi uma inovação. Não tem fila. Recomendo para qualquer pessoa”.




Lucas Paradella, proprietário do Café ILLU, falou do conceito aplicado pela Fucape. “Aqui temos liberdade. Essa liberdade a gente também dá para os alunos. Isso não existe em outras faculdades. Aqui temos uma cartela de vinho e resolvemos colocar o chope, ideia antiga que acabou conciliando quando conhecemos a MeuChope”, ressalta.


"Na Fucape temos liberdade", Lucas Paradella. (foto: Bruno Laurindo)

Para o empresário, o kegerator é a solução, pois traz dinamismo no atendimento. “A máquina conseguiu dar uma resposta rápida. Antes o cliente ia ao balcão, pedia e a gente tirava o chope para ele”, explica Lucas. “Com o kegerator da MeuChope a venda fica muito mais sugestiva e impulsiva. O aluno passa, tira foto e compartilha com outras pessoas. Com isso, faz movimentar o restaurante dentro da faculdade”, finaliza.



Kegerator com tecnologia embarca da MeuChope. (foto: Bruno Laurindo)

Lincoln Paradella, pai de Lucas, comemorou a apresentação do autosserviço da startup capixaba. “É legal para a faculdade. Com essa ideia que a MeuChope trouxe, as coisas aqui vão evoluir ainda mais para todos”.


De acordo com o COO da startup, Augusto Sato, as máquinas da MeuChope é uma cervejeira com tecnologia embarcada. “O que a gente fez foi trazer tecnologia para dentro. Foi criar um modelo de negócio diferente. Acredito que muito além de Tap bar, o chope tem que estar próximo de todo mundo. Pode estar em qualquer lugar! Dentro do condomínio, em um bar, em coworking, nos shoppings, em vários locais".


"Com essa ideia que a MeuChope trouxe, as coisas aqui vão evoluir". [Lincoln Paradella]

Alunos da Fucape retirando chope no kegerator. Os estudantes entenderam e aprovaram a tecnologia da MeuChope. (foto: Bruno Laurindo)

Valcemiro Nossa também comemorou. O diretor manifestou a sua satisfação com a chegada do kegerator da MeuChope. “Queremos um local onde as pessoas compartilhem ideias. Trazer essa tecnologia cervejeira para esse ambiente - um ambiente que envolve alunos, professores e até a comunidade no entorno - é algo diferente e inovador. Beber é bom, mas com moderação”.



FUCAPE


FUCAPE Business School, campus Vitória. (foto: Bruno Laurindo)

Matéria publicada em 16 de maio.



GALERIA



Siga as nossas redes e fique por dentro de tudo do

mundo cervejeiro!

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Instagram
  • YouTube
  • Spotify
bottom of page