top of page

Números de cervejarias crescem no Brasil e nos EUA

Anuário da Cerveja revela que em 2021 o Brasil registrou 200 novas cervejarias no MAPA. (foto: Bruno Laurindo)

Enquanto o Brasil atingiu a marca de 1.549 cervejarias registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) no ano de 2021, em 2022 os EUA alcançaram o recorde de 9.597 cervejarias em operação; é o que aponta o relatório da Brewers Association - Associação comercial que representa as cervejarias artesanais norte-americanas pequenas e independentes.


Tudo indica que esses números são históricos para os norte-americanos, pois, segundo o relatório da BA, somente em 2022, foram inaugurados 500 novos estabelecimentos. O documento ainda afirma que 200 cervejarias fecharam as portas de forma permanente. A maior parte delas, 70%, se encaixam, na definição da Brewers Association, para brewpubs ou taprooms - pequenas cervejarias que produzem cerveja com foco em vendas diretas para o público local. A BA destacou também que nos EUA esses tipos de microcervejarias são as responsáveis por empregar 140 mil pessoas no país.


Ainda não há números concretos no Brasil para 2022. Entretanto, o Anuário da Cerveja revela que em 2021 foram registradas 200 novas cervejarias no MAPA e outros 34 estabelecimentos cancelaram seus registros. Os números correspondem a um aumento líquido de 166 cervejarias, ou seja, 12% maior em relação ao ano de 2020.


Mercado cervejeiro brasileiro vendeu cerca de 14,8 bilhões de litros em 2021.

Segundo o MAPA, o Brasil ocupa a terceira posição como um dos maiores produtores de cerveja do mundo. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil), em 2021, o mercado cervejeiro brasileiro vendeu 14,8 bilhões de litros de cerveja, reportando um valor agregado à atividade econômica de R$180 bilhões, representando 2,1% do PIB nacional.


É importante lembrar que, tanto no Brasil quanto nos EUA, não existe definição legal para a cervejaria artesanal, microcervejaria, nano cervejaria, brewpub, taprooms. No entanto, o MAPA entende que no Brasil os estabelecimentos cervejeiros estão sujeitos às mesmas regras e procedimentos de registro como qualquer outra cervejaria.



Cervejarias Capixabas


O Anuário da Cerveja 2021 aponta que a maior parte das cervejarias no país estão concentradas nas regiões Sul e Sudeste, representando um total de 1.329 estabelecimentos, 85,8% do total no país. Dados do documento informam que o Espírito Santo teve um crescimento médio ao longo de cinco anos, ficando atrás de São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro. Por Unidade da Federação, os capixabas tiveram um crescimento médio anual de 53,5%, ocupando atualmente a sétima posição com 57 cervejarias registradas.


Segundo o Anuário da Cerveja, o Espírito Santo possui atualmente 1.455 marcas registradas no MAPA. (foto: Bruno Laurindo)

Zé Olavo, um dos diretores da Associação das Indústrias de Cervejas Artesanais do Espírito Santo (AICERVA/ES), comemora o resultado e acredita que as cervejarias capixabas estão no caminho certo. “Estamos muito animados com a performance do mercado cervejeiro capixaba. Nosso estado tem se destacado muito, tanto na questão do crescimento quanto em ações integradas”, afirma.


Espírito Santo teve um crescimento médio anual de 53,5%.

O relatório do 2º Censo Cervejarias Independentes Brasileiras mostra que, só em 2021, foram abertas 30 novos estabelecimentos no Espírito Santo. Vila Velha é a cidade mais bem colocada. Atualmente, o município ocupa a 19ª colocação no relatório do Anuário da Cerveja, apresentando um total de 10 cervejarias. Os dados também revelam que o Espírito Santo é a unidade federativa que ocupa a sétima posição com 1.455 marcas registradas. Os capixabas apresentam a maior média de marcas por registro de cerveja, alcançando 2,17 marcas para cada produto registrado.


Posts recentes

Ver tudo

Siga as nossas redes e fique por dentro de tudo do

mundo cervejeiro!

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Instagram
  • YouTube
  • Spotify
bottom of page